Qual o momento de terceirizar a cobrança?

Qual o momento de terceirizar a cobrança?

Nos últimos anos, a economia brasileira tem sido um verdadeiro tobogã. A crise afetou diferentes setores produtivos, ocasionando desabastecimento e aumento de preços. Nesse contexto, o risco de inadimplência dos clientes volta a ser um problema recorrente para as empresas.

Trata-se de uma questão delicada. Por um lado, os fornecedores devem flexibilizar a concessão de crédito para que mais lojas possam adquirir produtos e, assim, fazer o negócio girar. Em contrapartida, os pagamentos a prazo põem em risco a sustentabilidade financeira, especialmente quando há atraso nas parcelas.

Se o número de devedores se acumula, talvez seja hora de terceirizar a cobrança. Entenda o momento certo de recorrer a essa alternativa.

Inadimplência afeta o capital de giro

Toda cobrança tem um ciclo. Caso o cliente efetue uma compra à vista, em espécie, o valor entra no caixa da companhia imediatamente. Já quando o método de pagamento envolve parcelamento, pode levar muitos dias até que essas somas sejam compensadas.

Nas vendas a prazo, a situação requer uma boa dose de planejamento. O empreendedor não pode contar com o dinheiro logo de cara. Pelo contrário: levam-se meses ou até anos para que todas as prestações sejam quitadas. Sem o devido controle, isso pode criar um desequilíbrio monetário.

Vamos a um exemplo simples. Digamos que um minimercado tenha comprado um lote de R$ 2 mil de pizzas congeladas, para pagar em dez vezes. Assim que fecha negócio, o fornecedor precisa repor esses itens para manter o estoque em dia.

Serão necessários R$ 1,5 mil para produzir a mesma quantidade de pizzas. No entanto, vale lembrar, o faturamento da venda anterior entrará pingado, R$ 200 por mês. Como não dá para aguardar oito meses até que haja verba para repor os produtos, o investimento deverá sair de outra fonte.

Ou seja, a fábrica deve ter capital de giro suficiente para cobrir as despesas imediatas. Assim, é possível oferecer crédito à clientela sem comprometer as operações do dia a dia. Porém, quando a inadimplência se torna um hábito, cria-se um rombo no orçamento. Esse é o sinal de que chegou o momento de terceirizar a cobrança.

Por que terceirizar a cobrança de dívidas

Nem todo atraso de pagamento acontece de propósito. Muitas vezes, a pessoa simplesmente se esquece de quitar a fatura. Nesses casos, um simples telefonema amigável, com um lembrete sobre a quantia em aberto, pode fazer com que o devedor resolva suas pendências.

Acontece que, dependendo da quantidade de inadimplentes, esse ato simples se transforma numa tarefa hercúlea. Imagine deslocar sua secretária para a tarefa: ela passará o dia inteiro pendurada no telefone e não conseguirá realizar o próprio serviço. Adeus, produtividade.

Portanto, a melhor solução é contar com o apoio de uma empresa de cobranças terceirizada. Os profissionais são treinados e dominam técnicas de negociação supereficientes. Além disso, seguem protocolos que garantem uma abordagem discreta, respeitosa, como uma situação dessas exige.

Quer saber mais sobre terceirização de cobrança de dívidas? Então continue acompanhando as novidades do nosso blog!

© 2022 GSX – Recuperação de Crédito