Como fazer o cliente pagar em dia

Como fazer o cliente pagar em dia

A saúde financeira de uma empresa depende de vários fatores. Você pode diminuir custos operacionais, melhorar o giro de estoque ou investir em fundos de renda fixa. Porém, a principal forma de garantir a lucratividade é fazer o cliente pagar em dia. Afinal, são as vendas que geram a receita para o negócio se sustentar por conta própria.

Métodos para fazer o cliente pagar em dia

Acontece que a inadimplência ronda o mercado. Os dados nacionais variam de mês a mês, mas costumam registrar em torno de 60 milhões de pessoas físicas com dívidas na praça. Aí, sem faturamento suficiente, as empresas acabam se endividando com seus fornecedores.

Para não restringir as opções de crédito, mas também assegurar que os clientes cumpram com as obrigações, experimente as estratégias a seguir.

  1. Estipule uma data para o pagamento

Essa dica pode parecer óbvia para um lojista. Quando se trabalha com boleto bancário, por exemplo, o sistema exige automaticamente uma data para o vencimento da fatura.

Mas pense num profissional autônomo. Muitas vezes, a contratação do serviço é feita no boca a boca, sem papel assinado. Tampouco existe garantia de pagamento, pois se trabalha com a confiança.

No caso do segmento B2B, melhor registrar contrato que deixar só na palavra. Negocie um prazo com o contratante.

  1. Diversifique as formas de crédito

Nem todo cliente consegue bancar uma compra à vista. Especialmente na aquisição de bens duráveis, como um terreno ou uma máquina agrícola, o parcelamento é a escolha natural.

Sendo assim, você precisa oferecer diferentes opções de pagamento. Mais vale receber parcelas menores, durante vários meses, que perder uma venda grande, não é mesmo?

Embora transferência bancária e depósito sejam as alternativas mais populares, existem outros serviços. O PayPal é bastante utilizado por freelancers, podendo ser adaptado à realidade de pequenas e médias empresas.

  1. Ofereça bônus para bons pagadores

Um desconto na prestação costuma ser um ótimo incentivo para fazer o cliente pagar em dia. Digamos que o prazo do boleto seja o dia 10 do mês corrente. Se for quitado até o dia 05, haverá um abatimento de 5%.

Para oferecer essa vantagem, você deve observar a lucratividade do negócio. Verifique se a redução na receita não compromete os custos operacionais.

Uma segunda possibilidade seria elaborar uma espécie de cartão fidelidade, comum no varejo e nos serviços para consumidores finais. Ao fim de dez pagamentos dentro do prazo, o cliente recebe um brinde.

  1. Organize um ciclo de cobrança

Responda com sinceridade: você provavelmente já atrasou uma fatura por mera desatenção, certo? Por conta disso, muitas companhias adotam o chamado ciclo de cobrança.

Na prática, funciona como um guia para a negociação de dívidas. A primeira etapa consiste em enviar um aviso, por SMS ou e-mail, de que há um débito em aberto. Em muitos casos, essa medida refresca a memória dos esquecidos e faz com que esses compradores resolvam as pendências financeiras.

  1. Terceirize a cobrança de dívidas

Para as situações mais delicadas, prefira a ajuda de uma empresa de cobranças. Os profissionais passam por treinamento, tendo know-how para realizar a abordagem com discrição e eficiência. Assim, você evita desgaste e tem mais chances de retorno.

Esperamos que as dicas de hoje tenham sido úteis. Quer saber mais sobre o serviço de cobrança de dívidas? Então acompanhe o blog da GSX Cobranças e tire suas dúvidas.

© 2021 GSX – Recuperação de Crédito